quinta-feira, 3 de março de 2011

Fala alguma coisa!

- Só vim aqui para avisar que essa é a minha última sessão.

Silêncio.

- É sério, não vou mais voltar. Não adianta nada. Aliás, não só não adianta como atrapalha. Desde que comecei a vir aqui tenho enlouquecido mais e mais.

Silêncio.

- Tudo bem, se você falasse alguma coisa diria que não estou de fato mais louca, só que agora me dou conta de coisas que antes não dava, blá blá blá. Mas não importa, o fato é que me sinto mais louca.

Silêncio.

- Vê, até isso é estranho, “sinto”, eu não sou uma pessoa de sentir. Eu sei, eu penso, eu entendo. Não gosto desse monte de sensações e sentimentos me atrapalhando. É horrível isso, esse não saber, não conseguir entender. Não consigo planejar mais nada. Nem o que vou fazer aqui, uma simples sessão de poucos minutos. Tinha decidido exatamente o que dizer, estava muito claro que não deveria voltar aqui. Afinal, viria por que, pra enlouquecer mais? Mas agora já estou em dúvida, será que não devo ficar pelo menos até organizar um pouco esses sentimentos todos?

Silêncio.

- E você nem me ajuda, não me diz o que fazer, nunca! Fala alguma coisa!

- Vou te esperar na quinta-feira, no seu horário de sempre.

5 comentários:

M.F. disse...

Me identifiquei absurdamente com esse post, rs. Não só por mim mesma, mas também pelo meu livro que tem um pouco desse tema e tal... Ainda bem que minha analista não é muito adepta do silêncio sem fim, eu já teria enlouquecido hahaha.

Carina B. disse...

Ah, May, quero ler teu livro!!! :)

Long Haired Lady disse...

acho que estou precisando de uma sessao dessas...rs

Milene Souto disse...

Hilária a situação mas muito real tb... Adorei, bjs.

J.L.Tejo disse...

Muito bom, rsrs. E de fato é algo que ouvimos: o analista acab "pirando" ainda mais o paciente...

Postar um comentário